O que é uma Marca?

A marca é um sinal que identifica no mercado os produtos ou serviços de uma empresa, distinguindo-os de outras empresas.

Se a marca for registada, passa o seu titular a deter um exclusivo que lhe confere o direito de impedir que terceiros utilizem, sem o seu consentimento, sinal igual ou semelhante, em produtos ou serviços idênticos ou afins (ou seja, o registo permite, nomeadamente, reagir contra imitações).

Quais as vantagens da Protecção?

O registo não é obrigatório. Todavia, é altamente aconselhável, dadas as múltiplas vantagens que oferece:

Permite valorizar o esforço financeiro e o investimento intelectual utilizado na concepção de novas marcas;
Confere um direito exclusivo que permite impedir que terceiros, sem o consentimento do titular, produzam, fabriquem, vendam ou explorem economicamente a marca registada;
Atenção! A propriedade e o exclusivo sobre marcas adquire-se apenas por via do registo, não através do simples uso no mercado.

Impede que outros registem sinal igual ou semelhante para produtos ou serviços idênticos ou afins;
Possibilita ao titular do registo a utilização das indicações “marca registada”, “MR” ou ®, de modo a dissuadir potenciais infracções.
Atenção! O uso destes símbolos por quem não tenha efectivamente promovido o registo da sua marca é proibido, constituindo um ilícito contra-ordenacional. No entanto, enquanto o registo não tiver sido concedido e o requerente pretender de alguma forma divulgar a marca, pode sempre indicar que se encontra pendente o respectivo registo.

Garante a possibilidade de transmitir o registo ou de conceder licenças de exploração a favor de terceiros, a título gratuito ou oneroso.

Tipos de Marcas

Marcas nominativas

Compostas apenas por elementos verbais, nomeadamente palavras, incluindo nomes de pessoas, letras ou números.

Marcas figurativas:

Compostas apenas por elementos figurativos, como desenhos, imagens ou figuras.

Vantagens do Registo de uma Marca

O registo não é obrigatório. Todavia, é altamente aconselhável, dadas as múltiplas vantagens que oferece:

• Permite valorizar o esforço financeiro e o investimento e intelectual utilizado na conceção de novas marcas;
• Confere um direito exclusivo que permite impedir que terceiros, sem o consentimento do titular, produzam, fabriquem, vendam ou explorem economicamente a marca registada;
Atenção! A propriedade e o exclusivo sobre marcas adquire-se apenas por via do registo, não através do simples uso no mercado.
• Impede que outros registem sinal igual ou semelhante para produtos ou serviços idênticos ou afins;
• Possibilita ao titular do registo a utilização das indicações “marca registada”, “MR” ou ®, de modo a dissuadir potenciais infrações.
Atenção! O uso destes símbolos por quem não tenha efetivamente promovido o registo da sua marca é proibido, constituindo um ilícito contraordenacional. No entanto, enquanto o registo não tiver sido concedido e o requerente pretender de alguma forma divulgar a marca, pode sempre indicar que se encontra pendente o respetivo registo.
• Garante a possibilidade de transmitir o registo ou de conceder licenças de exploração a favor de terceiros, a título gratuito ou oneroso.

Tipos de Registos

Marca Nacional
O registo de uma marca nacional confere, ao seu titular, o direito exclusivo de a usar em toda a extensão do território nacional.
Uma vez registada em Portugal, a marca tem que ser renovada a cada 10 anos para se manter activa

Marca Comunitária
O registo de uma marca comunitária confere, ao seu titular, o direito exclusivo de a usar em toda a extensão do território dos 27 Estados-membros da União Europeia mediante um único pedido e o pagamento de uma única taxa.
Uma vez registada na União Europeia, a marca tem que ser renovada a cada 10 anos para se manter activa.

Marca Internacional
O registo de uma marca internacional confere, ao seu titular, o direito exclusivo de a usar em toda a extensão dos territórios dos países designados no respectivo registo mediante um único pedido e o pagamento de uma única taxa.
Uma vez registada na OMPI, a marca tem que ser renovada a cada 10 anos para se manter activa.

Quem tem o direito ao registo de uma Marca?
O direito ao registo da marca cabe a quem nisso tenha legítimo interesse, designadamente:
– Aos industriais ou fabricantes, para assinalar os produtos do seu fabrico;
– Aos comerciantes, para assinalar os produtos do seu comércio;
– Aos agricultores e produtores, para assinalar os produtos da sua atividade;
– Aos criadores ou artífices, para assinalar os produtos da sua arte, ofício ou profissão;
– Aos que prestam serviços, para assinalara respetiva atividade.

FONTE: INPI

A MegaRede não efectua registo de marcas ou patentes apenas auxilia-o em todo o processo de registo de marca junto do Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI).

O seu nome (obrigatório)

O seu email (obrigatório)

Tipo de Marca a Registar

Informações importantes que queira enviar

©2012- 2017 MegaRede - Todos os preços isentos de iva. Em caso de litígio o consumidor pode recorrer a uma entidade  de resolução alternativa  de litígios de consumo, mais informações em www.consumidor.pt

Utilizamos cookies para assegurar que lhe fornecemos a melhor experiência na nossa página web. clique se quer continuar . Mais Informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close